sábado, 2 de agosto de 2008

Atenção, vereáveis

Campanha eleitoral começando, timidamente, pelas ruas de Campos. Algumas pessoas segurando placas pelas ruas, adesivos nos vidros traseiros dos carros, e alguns comitês badalados, como o de "Chico da Rádio", no Centro da cidade, que conta com a presença do próprio, atendendo a população carente que o procura em busca de alguma ajuda pessoal e direta, que prontamente é prometida pelo candidato, e que, se eleito for, será cumprida (ou não) como um benefício particular daquele generoso vereador, que se utiliza do dinheiro público para se promover como homem de bem. Ou seja, eu te dou um "presente" com seu próprio dinheiro e de mais uma população inteira, e por isso sou bom. Fórmula fácil né?
Mas eu quero ver legislar.
Aliás, temos uma geração de eleitores/cidadãos, que não possui uma referência muito torta do que seja política, administração pública. Se formos às ruas perguntar para que serve um vereador (como vi numa matéria outro dia na TV) as respostas serão desanimadoras: "- serve pra ajudar a gente né? Calçar uma rua, dar um alimento, um emprego..." Todas as respostas giravam em torno desse modelo, o que traz um grande desespero ao pensar que não tem jeito mesmo pra nossa cidade, que tudo será sempre assim.
Mas eu quero ver legislar.
Pensando nisso, vai aqui uma sugestão aos senhores candidatos: Um ex-vereador de Campo Mourão, município localizado a 480 quilômetros de Curitiba, depois de ter seu primeiro projeto de Lei reprovado na Câmara, segundo ele por perseguição política, por ser de oposição, decidiu que daquele dia em diante ele iria protocolar um projeto de lei por dia na Câmara de Vereadores. Desses tantos projetos, 237 foram aprovados e se tornaram lei, mas o que fazer com mais de mil projetos guardados na manga? Criou-se então um site onde estão à venda cerca de 1500 projetos de Lei para aqueles vereadores pouco criativos recorrerem. Os preços variam: Um pacote com 10 projetos, custa R$ 150,00, chegando a R$ 750,00 por 100 projetos. Para nossa câmara seria interessante já que, provavelmente, temos vereadores que não devem nunca ter apresentado um projeto sequer, recorrer ao site do vereador Paranaense.

5 comentários:

Luíza disse...

Adorei o texto!
Mt bom msmo!
:)

Tutu disse...

É isso ai Rosss... Depois da história desse tal vereador venho repensando a tão criticada idéia da "campanha pelo voto nulo" kakakaka. A idéia agora é propor um CLIENTELISMO ÀS AVESSAS, neste campanha vamos dar cestas basicas e pares de sapatos em troca de que alguns eleitores troquem seu voto pela nulidade do mesmo kakaka(O perigo é algum juiz eleitoral desses considerar crime eleitoral e incluir o candidato NULO na lista de candidadtos com pendencias eleitorais da ABM) kakakaka!!!

Abraços - Muito bom o texto

Anônimo disse...

Posso "roubar" alguns trechos do seu texto para o meu blog (dou os créditos,rsss)? Acho o assunto mais que pertinente nessa planície coalhada de tipos exóticos,malandros,incompetentes e caras-de-pau em geral.

Ana Paula

aucilene.freitas@gmail.com disse...

Ross, meu lindo, acho que eles vão gostar da idéia não... se fosse de graça, quem sabe?!!... e ainda assim teria o trabalho de ter que acessar site... sabe como é, né? Essas coisas, dão trabalho!!!
Afe!!!!!!!!!!

Pedro Otávio disse...

Com o trecho "Ou seja, eu te dou um 'presente' com seu próprio dinheiro e de mais uma população inteira, e por isso sou bom. Fórmula fácil né?"
Diz tudo que eu queria dizer, mesmo criança/adolescente percebo a destruição que os políticos fazem em nossa cidade e a falta de percepção da população. Vou tentar fazer uma charge.

Pedro Otávio