sábado, 29 de novembro de 2008

Contaminação do Paraíba do Sul

De acordo com o jornal O Globo, a empresa responsável pelo vazamento do inseticida que contaminou o rio Paraíba do Sul, à partir de seu afluente, o rio Pirapetinga, foi a agroquímica Servatis, localizada em Resende. No cabeçalho do site da empresa, que pertence à BASF, é possível ler o seguinte: "Contribuimos com o meio ambiente: Reciclamos milhões de litros de solventes, não renováveis, destruindo resíduos gerados pelas produções, conforme padrões internacionais".
Pois bem, algo deu errado, e esse erro trouxe sérios estragos econômicos para os municípios banhados pelo Paraíba, provavelmente para agricultores que talvez consumam os produtos da dita empresa. Mas o pior dano mesmo foi à fauna do rio. De acordo com vídeo elaborado pela equipe do CEFET-Campos, voram encontradas diversas espécies de peixes, inclusive de água salgada, mortos pelo litoral sanjoanense, além de mamíferos como lontras e capivaras.
Acho que deveríamos seguir o exemplo de países menos tolerantes com relação a degradação ambiental, onde as pessoas boicotam produtos de empresas como essas, que agridem o meio ambiente.

Um comentário:

Ana Paula Motta disse...

Pois é o que adianta estarmos entre as 20 maiores economias do mundo e sermos tão frouxos no controle ambiental? Se no rio mais importante do estado do Rio de Janeiro acontece isso imagina nos grotões desse país,é só ver os últimos números do desmatamento da Amazônia divulgados essa semana.